Sobre

Por quê Memory Dump?

Chamei esse blog de memory dump (despejo de memória), porque ele é meu ajudante de memória. É frustrante quando eu passo horas para aprender alguma coisa legal, que, em cerca de três de meses, talvez menos, não consigo me lembrar mais.

Inspirado no artigo Do things, write about it, é so mais uma forma de escrever um pouco sobre coisas do meu dia-a-dia. É assim que venho mantendo este blog desde 2008.

Quem é Ricardo:  Nasci em Niterói (no último dia de 1984), reservadamente convencional, low profile, multitarefa monofoco, command line heavy-user, estudante pesquisador, interneteiro curioso, pianista clássico, cristão aprendiz, pai babão e marido apaixonado.

Alguém perfeccionista, com um desejo de fazer as coisas de maneira certa. Capaz de trabalhar de modo constante, meticuloso e deliberado, possuo persistência para acompanhar uma tarefa até a sua conclusão. Extremamente convencional, cooperativo, cauteloso, detalhista e organizado.

Cuidadoso em minhas colocações, sou uma pessoa reservada em meus contatos sociais, e não costumo iniciá-los de modo imediato. Entretanto, não os evito quando eles surgem. De forma geral projeto uma imagem de seriedade, calma e ponderação. Como sou cauteloso, costumo adotar uma posição de cooperação e não hesito em solicitar apoio de superiores na condução de meus trabalhos.

Faz o quê da vida: Sou um IT Pro com 10+ anos de experiência, trabalhando atualmente como arquiteto de soluções cloud. Por muitos anos atuei como sysadmin na administração de sistemas, redes, servidores e projetos envolvendo sistemas híbridos.

Em resumo sou um Administrador de Sistemas “clássico”, evangelista da metodologia DevOps pois entendo que esse é o caminho que todos devemos perseguir, estar cada vez mais próximo do desenvolvimento de software, não necessariamente como um desenvolvedor, mas como uma pessoa de infraestrutura que sabe o que de fato um desenvolvedor precisa e com habilidades para entregar isto de maneira simples, autônoma e rápida.

Tenho formação técnica em eletrônica pela Escola Técnica Estadual Henrique Lage, graduação em Redes de Computadores pela Faculdade de Tecnologia do Senac/RJ e mestrado interrompido em Engenharia Eletrônica (Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos) na UERJ.

Como faz: Sou multitarefa, porém monofoco. Cada coisa de uma vez, na sua vez. Como profissional não sou um robô, gosto de participar. Não tenho receios sobre o que desconheço e gosto de desafios. Aliás, PRECISO deles, porque só o dinheiro não vale a dedicação de 1/3 do meu dia, tem que ter EMOÇÃO.

Certificações Profissionais

Linux Professional Institute
LPI ID: LPI000214967
Verification Code: 6nk3rxfn52
https://cs.lpi.org/caf/Xamman/certification

  • Junior Level Linux Professional (LPIC-1)
  • Advanced Level Linux Professional (LPIC-2)

Microsoft
Transcription ID: 790294
Access Code: RicardoMartins
https://mcp.microsoft.com/authenticate/validatemcp.aspx

  • Microsoft Certified Solutions Expert: Cloud Platform and Infrastructure
  • Microsoft Certified Solutions Associate: Cloud Platform
  • Microsoft Specialist: Developing Microsoft Azure Solutions
  • Microsoft Specialist: Architecting Microsoft Azure Solutions
  • Microsoft Specialist: Implementing Microsoft Azure Infrastructure Solutions
  • Microsoft Certified Trainer (MCT)
  • Microsoft Certified Systems Administrator (MCSA): Windows Server 2003
  • Microsoft Certified Desktop Support Technician
  • Microsoft Certified Professional (MCP)

Suse

  • SUSE Certified Administrator (SCA) in Suse Enterprise Linux 11

Falando um pouco mais…

Falar de si mesmo é complicado, ainda mais na internet onde ninguém é exatamente como se parece fora dela, pois escolhemos as melhores qualidades, as melhores fotos, todos temos amigos  etc.

Sou mais um daqueles com que você cruza na rua e nem nota, que senta ao seu lado no ônibus e você nem lembra, mas sou alguém … quem?

Sou como você: Gosto de muitas coisas e não gosto de algumas, sei algumas coisas e não sei muitas, gosto de muitos e não gosto de alguns, tenho os pés no chão e a cabeça nas nuvens.

Enfim, sou comum, mas sou eu, e sou único.

Não uso drogas, não fumo, não bebo, não jogo futebol, não falo de futebol, não sei dançar. Não vivo sem Deus, minha esposa, filhas e minha família. O resto eu corro atrás…

Sou perfeccionista, persistente, pesquisador, concentrado, detalhista, organizado, honesto, inconformado, simples, responsável, apaixonado, compreensivo, companheiro, pacificador e simpático. Também sou esquecido e meio lerdo, desligado mesmo…

Sou do tipo de gente que anda rua desviando dos buracos da calçada de pedra portuguesa pra não torcer o pé pela 8ª vez, que leva quase tudo a sério. Do tipo que não dorme cedo, que acorda no meio da noite, acende as luzes, procura os mosquitos que perturbam e só dorme depois de exterminá-los.

Tipo de gente que é compulsiva por música, que ouve mp3 boa parte do dia, que canta mal, mas canta assim mesmo… todo o tipo de música

Sou do tipo de gente que acha cinema mudo chato e que não acha graça de Charles Chaplin. Do tipo de gente enche o sorvete de calda, que não bebe água com gás, detesta limão. Sou do tipo que entra no cinema pelo lado contrário, que senta lá no meio e leva o filme todo comendo pipoca, doce, pizza…

Que manda carta, cartão, bilhete, recado, e-mail, que diz “eu te amo”, que morre de ciúmes e que provoca todo o tempo. Sou mesmo do tipo que acha que flor do campo é coisa de defunto, que tem alergia à poeira e que dispensa ladeiras. Que não tem paciência pra hipocrisia, que se irrita no trânsito e que critica fanatismo.

Sou do tipo de gente desastrada, que tropeça nas coisas e que derruba suco na mesa. Tipo de gente bem humorada, que joga paciência, que limpa teia de aranha, que sossega com o pôr-do-sol, que trabalha por impulso, que projeta por meses, que realiza em minutos. Sou do tipo de gente exigente, detalhista.

Sou do tipo que não suporta ver ninguém triste, que adora nostalgia da infância, que topa qualquer coisa pra ver amigo sorrir. Que faz árvore genealógica da família, que corre de brigas e que só dorme de luz apagada.

Mas também do mesmo tipo que acredita em Deus, que fica vendo a lua nascer, que adora trovões, e que também não vive sem o mar por perto pelo simples prazer de admirar as ondas indo e vindo e ficar tentanto entender como será que isso funciona.

Sou do tipo de gente que sempre acha que as coisas podem melhorar e que adora um elogio sincero. Gente que quer reconhecimento, que detesta um lamento e que não sabe nada sobre ciências. Do tipo de gente que não liga pra moda e sim pro bem-estar. Daquele tipo que faz mil planos pra o futuro, que se preocupa mais em procurar gostar do que faz, do que fazer o que gosta, afinal, nem sempre podemos fazer tudo que queremos.

Que administra sistemas, que digita sem olhar pro teclado, que checa e-mails o dia inteiro, que não consegue viver desconectado.

Mas apesar disso tudo, é igual a você, o tipo de gente que quer mesmo é ser feliz!

Mas nada do que foi dito importa, porque depois dessa vida, a gente vai ter aquela reunião com Deus. E ele só vai fazer cinco perguntas:

  • Que tipo de esposo você foi?
  • Você trouxe o melhor da sua esposa ou o pior?
  • Que tipo de mãe, pai ou filho você foi?
  • Você foi honesto em todos os seus negócios com a raça humana?
  • Você mudou para melhor a condição humana?

Percebeu que nenhuma pergunta é sobre quanto fiz, se tive um carro importado, se tive uma mansão? Isso não vai ser perguntado. O que é importante são essas cinco perguntas. Pense nisso, e reflita em suas ações.